Albert John Luthuli Mvumbi (1898 – 1967)

Nasceu perto de Bulawayo, no território do atual Zimbabwe. Estudou no Ohlange Institute, transferindo-se depois para o colégio interno missionário metodista em Edendale, e em 1917 formou-se professor. Foi o primeiro negro a receber o Prêmio Nobel da Paz, defensor da não-violência e opositor do Apartheid. Foi presidente do Congresso Nacional Africano e, em conjunto com o Congresso Indiano da África do Sul, retomou, nos anos 1950, a luta de não violência iniciada por Ghandi. Filho de um Adventista do Sétimo Dia, desde jovem era considerado liderança em grupos de familiares, comunitários, e na política. Profundamente religioso, foi um pregador leigo da paz. Liderou milhares das pessoas que boicotaram os ônibus onde a distinção racial era vigente, não adquiriam certos produtos agrícolas e desobedeciam às leis racistas. Como a maioria que lutava pela igualdade entre os homens, Luthuli foi preso e processado. Em 1959 foi proibido de participar de manifestações populares e obrigado a se exilar de sua terra natal durante 5 anos. Morreu misteriosamente atropelado por um trem em 1967.

Fonte: wikipedia.org

Deixe um comentário

Conteúdos relacionados