Alda do Espírito Santo (1926 – 2010)

Nascida em São Tomé e Príncipe, a escritora, política e poeta Alda do Espírito Santo (também conhecida como Alda Graça) é outro nome obrigatório no panteão dos autores africanos de língua portuguesa. Construiu sua carreira primeiro como professora, depois como política e escritora. No início dos anos 70, Espírito Santo foi fazer seus estudos universitários em Lisboa, mas acabou voltando a São Tomé por razões políticas e financeiras. Com o fim do período colonial e a independência do país africano, em 1975, ela atuou como Ministra da Educação e Cultura, Ministra da Informação e Cultura e Secretária-Geral da União Nacional de Escritores e Artistas. Neste mesmo período, a autora escreveu a letra do hino nacional do país liberto, Independência Total. Seus textos tratam do cotidiano e da esperança surgida pela independência, que pedia por transparência e pelo fim da opressão do povo da ilha africana, e de sua revolta diante dos exageros cometidos pelos colonizadores portugueses. Espírito Santo morreu no país que adotou como pátria e que a inspirou em sua escrita e militância.

Fonte: wikipedia.org

Deixe um comentário

Conteúdos relacionados